Pular para o conteúdo principal

Gabarito lista de exercícios 1o ano

Gabarito:  

Resposta da questão 1:
 [A]

A difusão da religiosidade católica não pode ser um fator explicador na unificação da América Portuguesa porque a América Espanhola também era amplamente católica e, mesmo assim, se separou no pós-Independência.  

Resposta da questão 2:
 01 + 08 + 16 = 25.

Entre os motivos da Revolução Pernambucana de 1817 podemos citar os aspectos políticos e econômicos e não os motivos religiosos e culturais. No campo da política, os pernambucanos pretendiam a separação em relação a Portugal e adotar uma República e na esfera da economia havia uma crise econômica, aumento de impostos, aumento do custo de vida, entre outros.  

Resposta da questão 3:
 [A]

As Cortes Portuguesas, fruto da Revolução Constitucionalista do Porto (1820), exigiam uma série de direitos que, na visão dos portugueses, Portugal havia perdido desde a vinda da Família Real para o Brasil. Dentre as exigências, a volta de d. João VI e d. Pedro para Portugal e a recolonização do Brasil foram as que mais desgastaram a relação entre Portugal e Brasil.  

Resposta da questão 4:
 [A]

Somente a proposição [A] está correta. A questão faz referência à vinda da corte portuguesa para o Brasil em 1808. Entre 1808-1821 ocorreu o período denominado de “inversão”, uma vez que a cidade do Rio de Janeiro além de ser a capital do Brasil, passou a ser a sede do governo português que havia fugido das tropas napoleônicas. Muitas mudanças econômicas e culturais ocorreram no Brasil com a chegada desta corte, tais como a abertura dos portos às nações amigas (no caso a Inglaterra), acabando com o pacto colonial e abrindo o caminho para o processo de independência do Brasil. No campo das artes e da cultura podemos citar a criação da Biblioteca Nacional, Jardim Botânico, faculdades de Medicina e Direito, a vinda de missões científicas e culturais como, por exemplo, a Missão Francesa que chegou ao Brasil em 1817 tendo como principal expoente o artista Debret.  

Resposta da questão 5:
 [D]

Somente a alternativa [D] está correta. Com a expansão napoleônica, a corte portuguesa se deslocou para o Brasil em 1808 fugindo do exército francês. Em 1815, com a derrota de Napoleão, ocorreu  o Congresso de Viena visando refazer o mapa europeu, retornar a velha ordem absolutista. Este Congresso foi caracterizado pelos princípios de legitimidade, equilíbrio, restauração e compensações. D. João VI, estava no Brasil e não pretendia retornar a Portugal, daí o Brasil foi elevado a categoria de Reino Unido a Portugal e Algarves, perdendo o estatuto de colônia.  

Resposta da questão 6:
 [D]

O texto é claro na sua abordagem: para Caio Prado Júnior, a independência do Brasil foi um movimento guiado pela elite brasileira, apoiando o Príncipe Regente d. Pedro, sem nenhum tipo de participação popular. E o resultado disso foi a formação de um governo independente amplamente elitista.  

Resposta da questão 7:
 02 + 08 + 16 = 26.

Correção a partir das incorretas, [01] e [04]. Com a vinda da corte portuguesa para o Brasil, em 1808, ocorreu a Abertura dos Portos as nações amigas, entenda, Inglaterra. O objetivo era importar industrializados ingleses. Neste contexto, não ocorreu concessão de terras a ex-escravos. Em 1850, com criação da Lei de Terras, a posse de terras passou a ser somente através de compra, dificultando a aquisição por parte de pessoas pobres.  

Resposta da questão 8:
 Podemos citar: (1) abertura dos Portos às Nações Amigas, rompendo o Pacto Colonial, (2) elevação do Brasil à categoria de Reino Unido ao de Portugal e Algarves, (3) abertura de escolas de ensino superior, (4) criação da Imprensa Régia, (5) criação da Casa da Moeda, (6) abertura do Banco do Brasil, dentre outros feitos.  

Resposta da questão 9:
 a) Porque a Imprensa só foi introduzida no Brasil com a chegada da Família Real, em 1808, quando D. João VI fundou a Imprensa Régia e A Gazeta do Rio de Janeiro.
b) Permanências à época da Independência: escravidão, economia agrário-exportadora, predomínio político da elite fundiária;
Mutações à época da Independência: inserção na economia mundial derivada da Abertura dos Portos e resistência às tentativas de recolonização por parte das Cortes portuguesas.
Essas permanências e mutações formaram a Ordem Nacional brasileira do Primeiro Reinado.  

Resposta da questão 10:
 Havia uma disputa na Europa entre Inglaterra e França pela hegemonia sobre o mundo. Desde o século XVI, a Inglaterra foi derrotando as nações europeias. No século XVI, 1588, a Inglaterra superou a famosa “invencível armada” de Filipe II da Espanha. Em meados do século XVII, a Inglaterra venceu a Holanda no contexto do “Ato de Navegação”. Venceu também a França na “Guerra dos Sete Anos”, entre 1756-1763. Assim, no início do século XIX, Napoleão Bonaparte, imperador da França montou um império na Europa. Tentando enfraquecer a Inglaterra, Napoleão criou em 1806 o famoso Bloqueio Continental visando isolar sua rival que passava pela Revolução Industrial e necessitava de mercado. A Inglaterra, em busca de mercado, apoiou a transferência da corte portuguesa para o Brasil visando afastá-la de uma ameaça francesa e, também, abrir o mercado brasileiro para os produtos ingleses. Em 1808, a corte portuguesa chegou ao Brasil. O Rio de Janeiro, capital do Brasil, foi a cidade escolhida para sediar a corte. Inúmeras mudanças ocorreram o Brasil, entre elas: Criação do Banco do Brasil e da imprensa régia, jardim botânico, teatro, faculdade de medicina, biblioteca e a chegada da “Missão Francesa”, entre outros.  





Resumo das questões selecionadas nesta atividade

Data de elaboração:     28/11/2017 às 17:29
Nome do arquivo:        lista 1o ano. lamarao. crise colonial


Legenda:
Q/Prova = número da questão na prova
Q/DB = número da questão no banco de dados do SuperPro®


Q/prova  Q/DB         Grau/Dif.        Matéria          Fonte                                  Tipo

  
1............ 166860..... Baixa............ História......... G1 - cftmg/2017.................. Múltipla escolha
  
2............ 172489..... Média........... História......... Uem/2017........................... Somatória
  
3............ 167261..... Baixa............ História......... Uemg/2017......................... Múltipla escolha
  
4............ 165679..... Média........... História......... G1 - cftrj/2017..................... Múltipla escolha
  
5............ 171399..... Média........... História......... Fac. Albert Einstein - Medicin/2017     Múltipla escolha
  
6............ 172259..... Baixa............ História......... Uece/2017.......................... Múltipla escolha
  
7............ 172501..... Média........... História......... Uem/2017........................... Somatória
  
8............ 152703..... Baixa............ História......... Unesp/2016........................ Analítica
  
9............ 153805..... Média........... História......... Fuvest/2016........................ Analítica
  

10.......... 132512..... Média........... História......... Unesp/2014........................ Analítica

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Texto sobre reforma religiosa e questionário.

Martinho Lutero - o primeiro dos reformadores
As reformas religiosas- Dentre os episódios ocorridos ao final da idade media e inicio da idade moderna está a reforma religiosa ou as “reformas protestantes”. Indignados com a situação que a igreja católica se encontrava, muitos religiosos propõem mudanças na conduta dos clérigos, ocasionando a fragmentação da Igreja e o surgimento de novas religiões cristãs. A conduta da Igreja era digna de reprovação, pois havia – • O desrespeito ao celibato; • A má formação espiritual dos padres; • A venda de cargos eclesiásticos; • A venda de perdão ou de objetos ditos sagrados. Todos estes comportamentos eram alvos das criticas á Igreja. Denunciando estas práticas, Martinho Lutero afixa 95 denúncias nas portas das Igrejas na Alemanha, em um documento conhecido como “As 95 teses”. Lá, denunciava estas e outras condutas, mas também defendia: • O fim do celibato; • A salvação pela fé; • A validade do batismo …

A Era dos Extremos PDF

Querid@s alunos do AÇÃO 1, segue a cópia em pdf do livro “Era dos Extremos” do historiador britânico Eric Hobsbawm, cujot título e temática serviu de inspiração para o nosso tema gerador do ação 1- 2013, dividido em 3 partes: Parte 1Parte 2Parte 3

Mapa animado da 2a guerra mundial

Pensei em postar o slide no slideshare e deixar a visualização aqui. Contudo, desta forma, o slide perdia o que tinha de mais interessante que são as animações e os sons. Aí, fiz assim: posto aqui o link e, se te interessar, vc clica e faz o download e ainda zoa aquele teu amigo que gosta de tirar onda, mostrando como foi maneira a sua aula de 2a guerra mundial com o Professor Lamarão! rs. Segue o link abaixo:


Download Mapa animado 2a guerra mundial- clique aqui!